Pesquisar este blog

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

CITAÇÕES DIRETAS

Em citações diretas de trabalho cuja autoria é institucional, mantenho as reticências? Exemplo: mais adiante, o exercício do pacto (DIRETRIZES..., 2003). Seria isso ou retiro as reticências?

Observe os exemplos abaixo:

ENTIDADE RESPONSÁVEL

Obs.: Sempre colocar o nome da entidade completo por extenso (não usar reticências). Exceto para aquelas que possuam siglas autorizadas.

No texto



As referências são alinhadas somente à margem esquerda do texto e de forma a se identificar individualmente cada documento, em espaço simples e separadas entre si por espaço duplo. Quando aparecerem em notas de rodapé, serão alinhadas, a partir da segunda linha da mesma referência, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente e sem espaço entre elas (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 2002).
Na referência

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

QUANDO A OBRA NÃO TIVER UM AUTOR

Iniciar pela primeira palavra do título seguida de reticências, no caso das obras sem indicação de autoria ou responsabilidade.

Exemplos:


No texto:

Thomas, aluno da turma, comenta:


Nossa história tem um narrador, como nos gibis antigos. Queremos mostrar a forma de propriedade e de trabalho dos saxões. Está sendo bem legal, porque para fazer direito os quadrinhos temos que entender, não precisamos decorar nada (HISTÓRIA..., 1993, p. 18).
Na referência:

HISTÓRIA de vikings e saxões é transformada em quadrinhos por alunos de 7ª série de uma escola em São Paulo. Nova Escola, São Paulo, ano 8, n. 69, p. 18, set. 1993.

No texto:



Alarmante, nas últimas estatísticas apresentadas, a incidência de problemas causados pela automedicação, responsável, por si só, por um alto índice de intoxicação (DE MÉDICO..., 2000, p. 29).
Na referência:

DE MÉDICO e de louco, todos nós temos um pouco. Saúde em questão, Teresina, v. 7, n. 4, p. 29, out./dez. 2000.